Contemporâneo vs. moderno: veja o conceito e as diferenças

Contemporâneo é o mesmo que moderno? Essa é uma das principais dúvidas que recebo em relação a projetos decorativos da atualidade. Apesar desses termos serem similares os estilos expõem dois momentos diferentes, isto é, são designs que se diferem em diversos aspectos.

É sobre essa diferença que falaremos hoje: você conhecerá tudo sobre os dois estilos para conseguir identificar com clareza se uma decoração é moderna ou contemporânea. Vamos começar?

Qual a diferença entre o estilo moderno e o contemporâneo?

Algumas pessoas ainda utilizam o termo moderno para caracterizar uma decoração que segue o estilo contemporâneo ou, ao contrário. Embora semelhantes, não são iguais. Enquanto o design moderno simboliza o movimento modernista, ocorrido no século XX, o contemporâneo representa o momento atual, por isso, está em constante evolução.

Existem mudanças na decoração? A resposta é sim, e muita! Os dois estilos englobam o minimalismo, porém, onde o moderno destaca acessibilidade e funcionalidade, o contemporâneo é mais livre, com materiais robustos e até mais elegante.

Ao longo do texto, falaremos como eles são apresentados em projetos de interiores e o efeito que cada um oferece. Mas, para iniciar, você sabe o que é o estilo moderno?

O que é estilo moderno?

O estilo moderno se refere ao movimento modernista, que ocorreu na primeira metade do século XX, revolução cultural na qual teve uma enorme influência para a literatura e na criação de diversas artes, inclusive o design.

Outras revoluções como a substituição do sistema feudal para o sistema capitalista marcaram o modernismo. No entanto, o movimento que teve mais destaque durante o período foi o Renascimento, intervindo nas áreas literárias, filosóficas, científicas e comerciais.

Diante disso, em busca de uma conceituação de liberdade, o moderno surgiu na arquitetura brasileiras em detalhes leves, linhas descontraídas e maior relação entre os ambientes externos e internos. Tudo isso garantindo resultados onde o “menos é mais” ganha foco.

Estilo moderno na decoração

As decorações modernas são bastantes marcadas pelo aspecto minimalista, onde são criados espaços totalmente democráticos e com a funcionalidade em evidência. Algumas características como: linhas limpas, materiais acessíveis (como madeira compensada e vidro), detalhes naturais, formas elegantes, pés de móveis afunilados e paletas mais limitadas também destacam o estilo.

Uma decor moderna é feita com poucos elementos, por isso, se mantém sempre atraente. O estilo foge de móveis que não tenham utilidades, mantendo a leveza e o conforto acima de tudo. Para esse design de decoração é possível adicionar objetos clássicos e peças icônicas.

Por exemplo, pendentes com formatos abstratos, sofás em linhas retas, mesas de centro com formas anatômicas e delicadas, são reconhecidamente modernos. Portanto, caso queira o modernismo para sua casa, basta apostar em elementos similares.

Uma dica de ouro para essas decorações: aposte em materiais em aço inoxidável e linhas retas. A paleta de cor geralmente é neutra, embora seja possível adicionar pontos e destaques de cor – sem sobrecarregar.

O que é estilo contemporâneo?

O contemporâneo nada mais é que a representação do presente e do futuro, refere-se ao estilo du jour, está sempre em modificação. “A palavra significa, inevitável, coisas diferentes para pessoas diferentes; o que para mim é contemporâneo não o será, necessariamente, para todos nós” – Barraclough (1964).

Por isso, não é possível usar um termo específico para representá-lo. No entanto, atualmente, incorpora materiais, acabamentos elegante e desenvolvimentos tecnológicos. O termo, com origem em contemporaneus, representa aquilo que pertence ou referente ao período em que se vive.

Estilo contemporâneo na decoração

O contemporâneo na decoração possui sua base no moderno, porém, com mais elementos na sua composição. A simplicidade e o minimalismo se mantém, porém, de uma forma mais livre, incluindo misturas entre linhas sinuosas e retas, especialmente na iluminação e em móveis.

As principais características do estilo são: formas peculiares ou grossas, linhas limpas, cores fortes, móveis baixo e materiais industriais (como o vidro e o aço) e totalmente elegantes. Com o contemporâneo, é possível brincar com os elementos, inserir outros estilos, trazer toques pessoas, cor e acessórios na decoração, ou seja, é mais dinâmico e imediatista. Isto é, não há um estilo específico a ser seguido.

Seu principal princípio é a praticidade, dessa forma, as decorações contam com móveis em acrílicos, cromados ou plástico. Além disso, esses ambientes expressam um efeito de conforto, aconchego e muita harmonia.

Caso tenha interesse em adicionar o contemporâneo aos cômodos do seu lar, aqui vão algumas dicas:

  • Invista em móveis baixos ou no chão: como sofás e camas rebaixados;
  • Aposte em objetos volumosos, aconchegantes, com linhas e formas limpas e bem definidas;
  • A paleta de cores pode ser feita com alto contraste e combinações ousadas, como vermelho e amarelo, preto e branco, verde com azul, etc.
  • Adicione acabamentos industriais e elegantes, como móveis com design mais suaves, com resistência ou até com acabamentos metálicos, como em aço, por exemplo.
  • As iluminações industriais são muito bem-vindas, caracterizando muito bem o estilo.

Viu só como os dois termos são diferentes, mas com um quê similar? Conseguiu compreender as diferenças entre os dois? Espero ter te ajudado a conseguir identificar as principais diferenças entre o moderno e contemporâneo e não errar mais nas definições.

Aproveite e conheça mais sobre o conceito de decoração afetiva e, quem sabe, levar ainda mais aconchego e boas energias para seus projetos decorativos!

Gostou do conteúdo? Conta aqui o que achou, deixe sugestões e ideais para nossos próximos conteúdos e não se esqueça de compartilhar esse artigo com seus amigos nas redes sociais!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.