Maximalismo: a tendência de decor que foge dos padrões

Incentivado pelo arquiteto norte-americano Robert Venturi, o maximalismo na decoração é uma tendência que pode ser utilizada em diferentes ambientes quando se busca um estilo marcante e imponente.

Ele tem como principal objetivo obter uma grande simbiose de texturas, estampas, cores e objetos em um só lugar, assim como a valorização da criatividade. Portanto, é um dos estilos de decoração queridinhos dos que gostam de adicionar elementos pouco óbvios na decoração, realçando a ideia de “mais é melhor”.

No post de hoje, vamos trazer um guia sobre o maximalismo: o que é, quais as características e como adotar ele na sua decoração. Acompanhe e saiba mais!

O que é o maximalismo?

Ao contrário do chamado minimalismo, que valoriza o mínimo de elementos possíveis na decoração, o maximalismo é um movimento no design de interiores que aprecia o excesso. Então, na hora de decorar, o estilo pode revelar muito do morador da casa, por exemplo.

Além disso, ele também considera a coleção de objetos — seja de decoração ou não — que fazem parte de sua história como parte do design. Dessa forma, é possível transformar peças “comuns” e que possuem significado em uma linda decoração!

Assim, na arquitetura e design de interiores, esse estilo é visto como algo personalizado, versátil e único. Além disso, ele auxilia na confiança da pessoa e permite que ela se sinta ela mesma.

Onde e como surgiu o maximalismo?

Difundido na década de 1960 nos Estados Unidos, foi um movimento decorativo promovido por Robert Venturi. Ele segue com o seu lema mais icônico, criado por Venturi, no qual é “less is bore”, que significa “menos é chato”.

Esse lema é uma contraposição ao minimalismo, a qual sua ideia principal é “menos é mais”. Com traços que lembram o Barroco, o Moderno e o Contemporâneo, estudados na História da Arte, o maximalismo não possui regras e sua liberdade cria espaços singulares na decoração.

O estilo foi primeiramente mencionado por Robert Venturi em seu livro “Complexidade e Contradição na Arquitetura”, de 1966. Desde então, tem tomado cada vez mais conta das decorações de casas e comércios.

Quais são as principais características do maximalismo?

Como dito acima, o maximalismo se baseia em não possuir regras ou limitações na decoração e, por isso, não existe um manual para seguir o movimento. No entanto, apesar de cada decoração influenciada por ele ser singular, existem, sim, características que podem ser identificadas.

A regra é não seguir regras e estimular sua criatividade reunindo diversos objetos que você possa imaginar! Veja a seguir quais são as principais características:

Mix de estilos

A combinação de estilos é uma das características essenciais do maximalismo. Esse mix de gêneros cria uma harmonia, mesmo que eles sejam diferentes. Assim, em vez de seguir um padrão para o local todo, você pode misturar todos que você gosta!

Você não precisa necessariamente escolher apenas os estilos de decoração que estão na moda, mas sim todos aqueles que você gosta, pois essa combinação pode ser gigantesca e harmônica.

Variedade de cores

Assim como no mix de estilos, a variedade de cores também é super importante no maximalismo. As cores, sobretudo as mais vibrantes, preenchem o ambiente e deixam ele alegre e cheio de personalidade. Não importa se não são cores parecidas ou se não estão na mesma paleta, nesse contexto toda junção ousada é bem-vinda.

As cores podem ser utilizadas em paredes dos cômodos, em móveis da casa e até mesmo nos seus formatos, que fogem do óbvio e que podem ousar na decoração. As cores trazem vida para o local e, diferentemente do minimalismo, você não precisa utilizar apenas as cores neutras.

Confira nosso artigo sobre círculo cromático e aprenda mais sobre as combinações: Círculo cromático: como usar na decoração!

Composições inovadoras

Fugir dos padrões é um dos traços mais marcantes desse tipo de decoração, e as composições inovadoras mostram como essa característica funciona. Ao sair do óbvio nas combinações, você pode criar propostas que são a sua cara e que inovam nesse quesito.

Até mesmo as composições que parecem não fazer sentido inicialmente podem ser perfeitas no maximalismo!

Preenchimento de espaços

Ao avistar um espaço vazio, o maximalismo pretende preenchê-lo, seja com móveis, objetos decorativos, quadros ou até mesmo plantas. O objetivo é encontrar um meio de garantir com que tenha o maior número de elementos possíveis e fazer jus ao nome!

Assim, é possível notar que não é difícil criar um espaço maximalista e prezar pela liberdade na hora de compor os ambientes. Dessa forma, essa liberdade cria a ideia de equilíbrio em não decorar sistematicamente.

Então, não deixe nada guardado dentro de um armário ou escondido, a fim de mostrar apenas o essencial. Ao adotar o estilo, invista no exagero das formas, cores e objetos dentro do seu lar ou de um cômodo!

Como aplicar o maximalismo no seu lar?

Se você quer criar um ambiente maximalista, nada como iniciar com o primeiro passo! Existem algumas dicas para fazer isso da melhor maneira, como:

  • Explore seu lado artístico para decorar;
  • Deixe a decoração com a sua personalidade;
  • Ocupe espaços vazios, assim como as paredes;
  • Não tenha medo de ousar nas cores dos objetos e das paredes;
  • Use objetos de valor afetivo como forma de decoração.

Esses são alguns conselhos iniciais sobre como aplicar o maximalismo, mas que fazem toda a diferença na hora de decorar seu lar. Com o tempo, você pode cada vez mais incrementar na decoração e adicionar mais elementos a fim de preencher o cômodo desejado.

Além disso, sua casa quebra a expectativa e surpreende os seus convidados devido ao fato de refletir sua personalidade e não seguir um modelo pré-determinado de decoração. Quanto aos objetos, você também pode escolher os que resumem seu gosto. Por exemplo, os quadros podem ser relacionados com coisas que você mais gosta!

Quais cômodos podem ter o maximalismo como estilo?

Embora não existam regras, existem alguns cômodos que possuem mais disposição para serem maximalistas. Os quartos — seja para dormir, de visita ou até mesmo de escritório — e a sala de estar são os mais recomendados para deixar com essa proposta.

No entanto, você pode usar o estilo em cômodos como a cozinha, área gourmet e, até mesmo, o banheiro! Por exemplo, você pode usar ladrilhos coloridos, quadros e também plantas nesses espaços para fazer diferentes composições.

O maximalismo é perfeito para aqueles que querem fugir dos padrões da decoração de interiores. É também ideal para as pessoas que amam estilos extravagantes e com bastante informação dentro de casa, preenchendo cada espaço, por menor que seja.

Esse excesso pode também trazer uma sensação de conforto e pertencimento, e transforma seu lar no seu templo! Não é à toa que esse tão famoso estilo se tornou um sucesso na decoração de muitos famosos.

Esperamos que tenha adorado esse estilo tanto quanto nós! Se quiser mais dicas para colocar em prática, confira nosso post sobre decoração de interiores e se inspire com nossas ideias!

Decor Lumen

Desde 1995, a Decor Lumen tem sido referência em iluminação e decoração, proporcionando uma jornada única ao transformar sonhos em realidade com projetos que refletem cuidado e expertise.

Trabalhamos com produtos de alto padrão e enviamos para todo o Brasil. Além disso compartilhamos conhecimento valiosos com conteúdos assinados por profissionais renomados em arquitetura e design de interiores.

Ao longo de mais de 25 anos, nos consolidamos como uma fonte confiável e experiente.

Confie na Decor Lumen para guiar suas escolhas e transformar seus espaços, tornando cada ambiente especial e apaixonante.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.