Tipos de arandela: conheça os modelos de maior sucesso e como usá-los

Os projetos de decoração têm enfatizado cada vez mais o uso de diversos tipos de arandelas como forma de iluminação decorativa em ambientes internos e externos de casas, espaços de eventos e condomínios. 

Graças aos diversos efeitos de iluminação que proporcionam, alguns novos modelos ganham destaque entre os tipos de arandela mais requisitados nos projetos luminotécnicos  atuais, tais como:

  • Arandelas modelo luz direta;
  • Arandelas translúcidas;
  • Arandelas com cúpula;
  • Arandelas uplight;
  • Arandelas downlight;
  • Arandelas modelo duplo efeito.

Para que você possa entender a diferença entre cada um dos tipos e quais os ambientes ideais para a instalação de cada um deles, a Decor Lumen te explica tudo o que você precisa saber no post dessa semana.

Quer saber mais? Acompanhe a leitura conheça mais sobre as arandelas e os tipos de modelos que mais fazem sucesso nos designs decorativos. Veja:

Afinal, o que são arandelas?

arandela restaurante

O nome pode parecer estranho, mas não se engane: as arandelas não são nada mais que luminárias projetadas para serem fixadas nas paredes dos ambientes – incluindo os espaços internos e externos.

Aliás, as arandelas fazem parte de um grande conjunto formado pelas peças de iluminação no qual estão incluídos os pendentes, os lustres e os outros tipos de luminárias. A grande diferença das arandelas é o tamanho compacto e o design pensado para a iluminação de áreas de passagem, como corredores, halls, livings etc.

Você sabe a diferença entre esses peças? Sem problemas, a Decor Lumen descomplica e te explica melhor, olha só:

  • Lustres: são peças imponentes e grandiosas, cujo objetivo é funcionar como a única fonte de iluminação nos tetos dos ambientes em que são fixados. Com diversas ramificações, os lustres podem ser feitos em uma grande diversidade de materiais, sendo os mais tradicionais feitos em cristal ou metal.
  • Pendentes: também são afixados em tetos, mas diferem no objetivo, que é a iluminação de áreas estratégicas dos espaços. Os pendentes também são menores que os lustres, mas igualmente ricos em diversidade de formas, tamanhos e modelos.
  • Luminárias: embora as arandelas sejam um tipo específico de luminária, também existem outros modelos com funções diferenciadas, como os plafons, os abajures, os embutidos e muitos outros. Em geral, todos são peças de iluminação projetadas para ambientes específicos.

Inclusive, já falamos tudo sobre os tipos de abajures e como combiná-los com o seu ambiente aqui no blog – não deixe de conferir depois de ler o conteúdo desta postagem.

Tipos de arandela: 6 modelos para você conhecer

arandela duplo efeito

Como objetos decorativos, as arandelas acrescentam charme, estilo e requinte ao design das superfícies de paredes e ao acabamento espaços. Por serem uma fonte praticamente inesgotável de possibilidades e modelos, essas peças combinam com praticamente todos os estilos – do clássico atemporal ao contemporâneo eclético.

Porém, a importância das arandelas ao projeto luminotécnico não se resume somente ao valor decorativo, sobretudo porque, como peças de iluminação, elas também são fontes de luz importantes para criar efeitos visuais que constroem as sensações transmitidas por cada ambiente.

Agora que você já sabe tudo sobre as arandelas, fique por dentro dos 6 principais modelos que mais fazem sucesso entre os que entendem do assunto, confira:

1. Arandela do tipo luz direta

duas arandelas diretas

Como o próprio nome sugere, esse tipo de arandela reflete a luz diretamente sobre as superfícies – isso devido à sua estrutura, formada pela lâmpada e por uma proteção transparente de vidro ou material plástico.

Você com certeza já deve ter se deparado com uma arandela desse tipos: o modelo tartaruga, clássico exemplo do tipo, geralmente está fixada sobre o batente das portas de entrada e saída das áreas externas de casas e condomínios mais tradicionais.

2. Arandelas translúcidas

arandela translúcida

Esse tipo de modelo pode ser categorizado como um subtipo das arandelas de luz direta, com a diferença de que a proteção nos modelos desse tipo é feito em material translúcido, mais opaco.

Por causa disso, a dispersão da luz feita pelas arandelas translúcidas é bem mais suave que o modelo anterior, o que traz mais conforto e segurança visual ao ambiente iluminado.

3. Arandelas com cúpula

arandela cúpula

Clássicos revisitados, as arandelas com cúpula são muito parecidas com os abajures no design, com uma pegada mais retrô e chic-conceitual trazida pela cúpula característica dos modelos.

4. Estilo uplight

arandela uplight

Em tradução literal (up = cima; light = luz), as arandelas do tipo uplight são aquelas que redirecionam a luz emitida para cima, geralmente para o teto ou para um ponto focal específico localizada acima da peça.

O design pode variar muito entre as arandelas desse estilo, sendo mais comuns os modelos feitos em metal pintado ou cromado, o que traz um toque mais contemporâneo ao ambiente. 

5. Estilo downlight

arandela downlight

As arandelas do tipo downlight são o oposto dos modelos uplight: elas direcionam o feixe de luz para baixo e são especialmente projetadas para áreas como jardins de inverno, espaços externos e afins.

Vale lembrar que uplight e downlight são modelos específicos de arandelas, projetadas para objetivos específicos, portanto, instalá-las do lado contrário para se obter o efeito oposto não é recomendado, certo?

6. Arandelas estilo duplo efeito

arandela duplo efeito

O nome já diz tudo: as arandelas de duplo efeito são a mescla dos modelos uplight e downlight e projetam dois fachos principais de luz, um em cada direção. Os modelos podem apresentar aberturas diferentes entre a parte de cima e a de baixo, criando efeitos únicos e diversas possibilidades de combinações.

Iluminação decorativa com arandelas: saiba onde usar

arandela área externa

A pergunta que não quer calar é: qual o tipo de arandela adequado para cada ambiente? A resposta vai depender da localização do espaço (interno ou externo) e dos efeitos luminosos que se pretende alcançar (iluminação geral, destaque de áreas específicas etc).

Pensando nisso, separamos algumas dicas básicas de como combinar a o tipo certo de arandela para cada ambiente

  • As áreas externas combinam com praticamente todo tipo de arandela. O que importa mesmo é o seu estilo: para o estilo mais tradicional e retrô, as arandelas de luz direta e o modelo com cúpula são os mais recomendados;
  • Se você é prefere um estilo de decoração mais moderno e arrojado, os modelos up e downlight devem ser priorizados. Uma dica é usar as arandelas uplight para destacar fachadas e jardins com plantas de grande porte;
  • Para as áreas internas, explore os modelos do tipo translúcido, especialmente porque são mais confortáveis e promovem uma melhor adaptação dos olhos à luz;
  • Em corredores, halls e livings, uma dica para acrescentar um toque de sofisticação e modernidade ao ao espaço é instalar arandelas do tipo duplo efeito – dessa forma, você alia o estilo contemporâneo à funcionalidade técnica das arandelas.

Seja qual for o seu estilo de decoração ou as intenções do seu projeto luminotécnico, tenha em mente que as arandelas são uma ótima opção de investimento quando o assunto é peças para iluminação decorativa!

E aí, gostou do nosso conteúdo? que tal conferir nossas dicas de decoração com iluminação indireta? Não deixe também de acompanhar o blog da Decor Lumen – por aqui tem novidade toda semana.

Aliás, não se esqueça também de conferir o nosso site e conhecer todas as soluções em iluminação e decoração que temos a oferecer. Boas compras e até o próximo post!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.