Iluminação embutida: tipos e como inserir na decoração

Com a iluminação embutida é possível criar projetos com luz indireta combinada com outras fontes de luz, que são capazes de oferecer diversas sensações para os ambientes, seja em casa ou escritórios. É um tipo de estilo de iluminação que deixa os espaços mais confortáveis, oferecendo uma leveza visível para quem passa por eles, além de dar um toque especial na decoração.

Neste post nós trazemos até você como funciona a iluminação embutida e quais são os tipos mais comuns para inspirar seus projetos. Vamos lá?

Como funciona a iluminação embutida?

Os projetos feitos com iluminação embutida combinam, basicamente, luzes indiretas com outras fontes de luz, mas sem que uma interfira diretamente na outra — na verdade, elas se complementam. Ela pode ser utilizadas em quartos, salas, escritórios, área externa, banheiros, enfim, praticamente em todos os ambientes.

Você pode utilizar luz embutida para criar efeitos mais intimistas e aconchegantes nos quartos e salas de estar, por exemplo, utilizando artifícios que amenizam ao mesmo tempo que conseguem dar destaque para elementos na parede e criar lindos elementos visuais por todo espaço.

Conheça agora alguns tipos de iluminação de embutir:

Iluminação embutida no teto

É possível transformar qualquer ambiente através de um bom projeto luminotécnico, não é mesmo? Uma das formas mais comuns é utilizando a iluminação de embutir no teto, que pode ser aplicada diretamente com luminárias de embutir ou através de sancas de gesso abertas e fechadas, aproveitando vãos para inserir lâmpadas e faixas de LED.

O resultado é um ambiente com uma iluminação indireta que não interfere nos objetos e em outros pontos de luz, de forma moderna e sofisticada. Quando são bem usados, você consegue criar um ambiente acolhedor, aconchegante e funcional. Esse tipo de iluminação combina com quartos e salas de estar.

Veja também: Decoração de teto – dicas para transformar seu ambiente

Iluminação embutida no piso

Uma forma de aplicar a luz embutida é no piso, geralmente utilizada para levar luz para áreas de lazer como piscinas e churrasqueiras, para dar um toque na decoração noturna dos jardins e para direcionar e oferecer conforto na circulação de halls de entrada.

Nesses casos existem lâmpadas de embutir específicas para o solo, feitas em materiais de qualidade e resistentes à ação do sol e de chuva. Quer uma dica? Opte por cores diferentes de luz para dar um charme a mais na decoração. Nós preparamos um post que mostra modelos de iluminação de piso e como usá-los, não deixe de conferir aqui no blog.

Dá para utilizar iluminação embutida na parede?

A resposta é sim! Como já explicamos, a iluminação embutida está bastante relacionada com luzes indiretas, certo? Justamente por isso, você pode utilizar balizadores para dar uma luz diferente na parede de um corredor, por exemplo. Ou, quem sabe, posicionar perfis de LED que auxiliam na iluminação geral e ainda ajudam a dar destaque em elementos decorativos como painéis ripados.

Como as luzes de embutir são mais discretas, você consegue inserir em vários espaços sem interferir na decoração e ainda criar efeitos e sensações incríveis através da brincadeira com diferentes tipos de luz.

Não deixe de ler: Como decorar o ambiente com iluminação indireta.

Iluminação embutida em armários e estantes

Uma dica de decoração muito legal e que tem feito bastante sucesso nos projetos luminotécnicos é o uso de luz embutida dentro de móveis e estantes, porque ajudam a melhorar a visualização de tudo o que vai dentro desses espaços, além, é claro, de dar outra cara para a iluminação.

Para os móveis, você pode experimentar fitas de led para dar um ar mais moderno à decoração, oferecendo destaque aos elementos que deseja. Para estantes e nichos, podem ser utilizados spots ou até perfis de LED para ter uma iluminação mais intimista.

Usando iluminação de embutir em banheiros

Uma ótima chance de usar luzes embutidas nos banheiros é próximo ao espelho. Quando bem posicionada, a luz torna a rotina por ali mais iluminada e prática, valorizando, ainda, a pele na hora de fazer maquiagem ou até mesmo fazer a barba.

Apenas cuide para posicionar bem as lâmpadas evitando que gerem sombra ou que deixem algum tipo de reflexo no espelho, afinal, isso não ajudaria em nada, não é mesmo?

Bom, agora que você já sabe como utilizar a iluminação embutida em vários ambientes, é hora de conhecer os tipos de luz que você pode usar nos projetos. Vamos lá?

Luz embutida: você conhece os principais tipos?

Se você se interessou e quer utilizar luzes embutidas em seus projetos precisa saber que existem tipos diferentes na hora de escolher, cada um com sua característica estética, mas que pode ser utilizado em propostas de iluminação diferentes.

Com um pouco de conhecimento e orientação profissional, você vai perceber que pode usar vários tipos de luz em um mesmo ambiente para chegar ao resultado que deseja. Inclusive a Decor Lumen pode te ajudar nisso, ok?

Confira alguns exemplos mais comuns de lâmpadas utilizadas em projetos com iluminação embutida:

Leia também: Luz indireta, direta e difusa – o que são e como usar

Spots

Ideais para quartos grandes, salas de jantar e cozinhas, mas também bastante utilizados em halls de entrada e corredores, os spots de embutir são opções eficientes para iluminar bem qualquer ambiente.

Eles também podem ser posicionados nas sancas ou em rasgos no gesso, criando uma atmosfera elegante e aconchegante visualmente. Quando utilizados diretamente no teto, oferecem maior potência de luz, principalmente os spots de led. Nós fizemos um post que mostra tudo o que você precisa saber sobre os spots, vale a pena ler! Aproveite e dedique um tempinho para aprender mais.

Painel de Led

O painel de led é visto em vários ambientes como bares, supermercados, salas, cozinhas, lavanderias, banheiros, entre outros, justamente por oferecerem uma iluminação mais espalhada, oferecendo conforto aos olhos. Eles são bastante econômicos, com alta durabilidade e, por isso, possuem baixa manutenção.

Podem ser utilizados com difusores ou dimmer para amenizar a luz e criar ambientes mais leves quando necessário.

Bom, agora que você sabe um pouco mais sobre iluminação embutida e conhece os principais recursos para criar esse tipo de luz em seus projetos é hora de colocar a mão na massa. Use a criatividade, pense no tipo de ambiente que você quer criar e escolha as melhores opções.

Continue acompanhando nosso blog, porque sempre trazemos dicas de iluminação para ambientes para te inspirar. Até o próximo post!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.