Como montar e decorar uma casa conceito aberto

A limitação de espaço, especialmente nas áreas mais densamente urbanizadas, não é um problema novo e as casas de conceito aberto certamente são uma das soluções mais criativas, especialmente no que diz respeito à funcionalidade, à otimização de espaço e a decoração de seu projeto luminotécnico.

O que é uma casa com conceito aberto?

Quando o mercado imobiliário norte americano explodiu entre os centros urbanos durante os anos 80, ficou impossível para algumas pessoas manter os custos de aluguel, o que fez com que muitos passassem a habitar os mezaninos e galpões de prédios comerciais e habitacionais.

Esses espaços foram mobiliados de formas criativas, com móveis volumosos que pudessem compensar a falta de paredes entre os espaços. Então, os chamados lofts passaram a ganhar uma atenção especial no ramo da decoração e se tornaram ambientes conceituais.

A casa aberta como tema decorativo teve seu auge nessa época e, de lá para cá, o design integrado se transformou num item de desejo para muitas pessoas.

O melhor desse estilo é que, além de valorizar integralmente cada parte da decoração e ganhar em espaço, o que é uma demanda urgente em ambientes pequenos, ela permite um convívio mais aberto.

As pessoas estão mais perto umas das outras, socializando mais enquanto fazem suas atividades do dia a dia, uma vez que o tempo é cada vez mais curto para estar em casa, além de ser ótimo para quem tem crianças poder estar constantemente supervisionando o que elas fazem.

A ideia de não usar paredes na maior parte dos ambientes deixou nas mãos da decoração a tarefa de integrar todas as atividades da casa de forma harmônica, e isso também passa pela iluminação.

Estilos de decoração como o industrial, que usa paredes cruas e artigos mais rústicos, é um dos principais estilos associados ao conceito de casa integrada.

Dicas de como decorar sua casa no conceito aberto

Como os móveis e instalações vão definir a transição entre os ambientes, sofás de canto estão entre os itens mais populares na hora de montar sua sala de conceito aberto – ele vai delimitar o ambiente de sala, e você pode usar um tapete no centro, também, para marcar ainda mais o espaço.

A peça-chave na hora de determinar a cozinha certamente é a bancada no estilo americano, afinal, ela cria um ambiente bem ativo e aproveitável para refeições e reuniões breves.

Os armários modulados ou planejados também são fundamentais para preencher completamente a cozinha de conceito aberto, dando o máximo de funcionalidade e criando uma identidade especial.

Como integrar os espaços com conceito aberto

Certo, até aqui nós falamos mais sobre como delimitar cada espaço, afinal, é importante que existam os ambientes e cada um tenha seu brilho, mas a ideia principal é a integração, certo? E como fazer isso de forma efetiva?

Bem, não basta apenas não haver paredes entre os cômodos. A arte de integrar os ambientes passa por mais do que uma questão de posicionamento dos itens da casa: é fundamental criar um conceito unificador.

Afinal, integrar é isso: tornar as coisas mais homogêneas, por mais que tenham atribuições diferentes, unir tudo por um tema, um conceito que dê unidade, identidade e coesão estética.

Começando de baixo para cima, uma das principais dicas para criar esse ambiente mais “homogêneo” certamente é unificar o piso. Seja com piso de madeira, porcelanato ou com laminados. Se quiser levar essa ideia mais adiante, a aplicação de papéis de parede também é bem vinda e vai dar destaque ao número reduzido de paredes como elementos do conceito de casa aberta.

Outra dica-chave é integrar os ambientes através da iluminação: se optar pelo estilo industrial de iluminação, você pode aplicar spots com trilho, se quiser optar por um modelo mais intimista, existem diversos padrões de iluminação indireta que podem ser aplicados.

Você pode dar um foco de luz individual para cada ambiente, assim cria mais consistência: na cozinha, instale pequenos pontos de luz sobre a pia e a mobília; já sobre a bancada, invista em pendentes que iluminem bem, especialmente com luzes em tons amarelados.

A sala de jantar e a de estar merecem uma iluminação centralizadora, como lustres, plafons ou sancas. Entre cada um desses ambientes você pode instalar uma arandela para integrar, ou mesmo estender a sanca e passar o trilho de luz por entre os ambientes de forma sutil enquanto mantém um outro foco individual em cada.

Gostou das nossas ideias para criar um ambiente aconchegante e otimizado? Aqui no blog Decorlumen você encontra diversos outros posts com dicas preciosas sobre decoração e luminotécnica, basta assinar nossa newsletter!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.